Bordado N'Água

24. Que nada me escape aos olhos e à alma

Caminhando aqui onde esta terra deixa para trás a floresta da chuva para começar o primeiro planalto, já tive o prazer de falar da maior e mais majestosa espécime arbórea deste estado, a araucária, que neste ponto plantou seus exemplares mais próximos ao litoral e agora seguirá território adentro. Mas devo também lembrar de algumas outras espécimes da rica flora daqui, entre as mais de quinhentas espécies já catalogadas. Meus cumprimentos sras e srs capins-barbas-de-bodes bromélias orquídeas, petúnias lírios rainhas-dos-abismos, cipós-de-são-joão pessegueiros-bravos guabirovas-do-campo, marmeleiros-bravos capororocas cataias, rabos-de-gatos jerivás samabaias-açu, bracatingas vassourões-pretos canelas-guaicá, miguéis-pintados carnes-de-vacas bagas-de-pombas, pinheiros-bravos araçás guamirins, cambuís cedros imbuias, ipês-amarelos ervas-mate canjeranas, pinheiros-bravos, tarumãs mamicas-de-porcas, guaçatungas-miúdas pitangas pimenteiras, jacarandás cafezeiros-bravos caingás, cinamomos canelas-raposas pessegueiros-bravos, espinheiras-santas guabirovas carvalhos-brasileiros, açoita-cavalos corações-de-bugres araucárias. Recomendações também às sras. e srs. jaguatiricas ouriços-cacheiros macacos-prego, guaritás serelepes preguiças-de-coleira, caxinguelês tamanduás macucos, arapongas gralhas azuis beija-flores, tucanos gaturamos lagartos teiús, jiboias caranguejeiras capivaras, cutias gatos-mouriscos preás, cobras-cegas papa-pintos lagartixas-de-parede, pererecas joões-de-barro tico-ticos, corruíras bem-te-vis alegrinhos, quero-queros frangos-d’água jaçanãs, sapos ananaís saracuras, batuíras sabiás tiés-pretos, tirivas rolinhas-parurus gambás, morcegos-fruteiros marrecas furões, lambaris bagres cascudos. Perdoem-me se a muitos esqueço, se a muitos mais desconheço e se de outros tantos ninguém saiba.


Copyright © 2019 Carlos Homero Giacomini, All rights reserved.